O transtorno de ansiedade generalizada (TAG) é um distúrbio caracterizado pela “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”, persistente e de difícil controle, que perdura por seis meses no mínimo. 
          
O transtorno da ansiedade generalizada (TAG), segundo o manual de classificação de doenças mentais (DSM.IV), é um distúrbio caracterizado pela “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”, persistente e de difícil controle, que perdura por seis meses no mínimo e vem acompanhado por três ou mais dos seguintes sintomas: inquietação, fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular e perturbação do sono.

          É importante registrar também que, nesses casos, o nível de ansiedade é desproporcional aos acontecimentos geradores do transtorno, causa muito sofrimento e interfere na qualidade de vida e no desempenho familiar, social e profissional dos pacientes.

          O transtorno da ansiedade generalizada pode afetar pessoas de todas as idades, desde o nascimento até a velhice. Em geral, as mulheres são um pouco mais vulneráveis do que os homens.

ANSIEDADE

COMO CONTROLAR A ANSIEDADE?


          Aprendemos a controlar a ansiedade quando descobrimos seus gatilhos. Desse modo, uma das melhores ferramentas atuais para lidar com os momentos ansiosos é a psicoterapia. 

          É possível identificar gatilhos por conta própria ou com o terapeuta. Às vezes, podem os caminhos são óbvios, como o consumo excessivo de cafeína, álcool ou cigarro. Outras vezes, eles podem ser menos óbvios.

          Eventualmente, problemas de longo prazo, como dificuldades financeiras ou relacionadas ao trabalho, podem levar algum tempo até descobrirmos. Assim, podemos ser impactados por uma data de vencimento, uma pessoa ou a situação e não percebermos. Isso pode exigir algum apoio extra, através da terapia ou com amigos e mentores.

          Quando você descobrir seu gatilho, tente limitar sua exposição, se puder. Entretanto, se você não consegue ou não pode reduzir o contato, por exemplo, um ambiente de trabalho estressante que não pode ser alterado no momento, o uso de outras técnicas de enfrentamento pode ajudar.
 

SINTOMAS DE ANSIEDADE

1 – Enxergar perigo em tudo
 

2 – Assaltar a geladeira ou descontar a preocupação no docinho
 

3 – Alterações de sono
 

4 – Sofrer com tensão muscular
 

5 – Ter medo de falar em público
 

6 – Preocupar-se em excesso
 

7 – Ficar à beira de um ataque de nervos
 

8 – Conviver com medos irracionais
 

9 – Apresentar inquietação constante
 

10 – Sofrer com sintomas físicos
 

11 – Pensamento obsessivo
 

12 – Perfeccionismo
 

13 – Problemas digestivos

EFEITOS DA ANSIEDADE NO CORPO

O QUE CAUSA A ANSIEDADE?

           Não se sabe ao certo as causas de ansiedade, mas há fatores que podem influenciar uma pessoa a desenvolver ou estar mais predisposta a esse distúrbio:

  • Genética: histórico de transtorno de ansiedade na família

  • Traumas passados: como perda de um ente e acidentes marcantes

  • Problemas na infância

  • Doenças físicas

  • Problemas cardíacos como as arritmias

  • Doenças hormonais como hipertireoidismo e hiperadrenocorticismo

  • Problemas respiratórios como doença pulmonar obstrutiva crônica

  • Abuso de drogas, álcool ou medicação, como os benzodiazepínicos

TIPOS DE ANSIEDADE:

Existem 5 tipos principais de ansiedade, são eles:

 

  • Transtorno de ansiedade generalizada

 

O Transtorno de ansiedade generalizada (TAG) é a combinação de uma preocupação excessiva com o estresse recorrente e que passam a interferir na rotina.

 

  • Transtorno do pânico

 

A síndrome do pânico é um transtorno de ansiedade, em que a pessoa sente fortes sensações de que está para morrer e perdendo o controle como se estivesse tendo um ataque do coração, mesmo que não haja um verdadeiro sinal de perigo.

 

  • Fobia social

 

A fobia social (ou também chamada de ansiedade social) é um dos tipos de ansiedade mais comuns e a acontecem sempre em situações públicas. Há também outros tipos de fobia, como a claustrofobia, medo de locais fechados, agorafobia, medo de ficar sozinho em locais públicos, aracnofobia, medo de aranhas, tripofobia, medo de buracos, que também fazem parte desses transtornos da ansiedade, só que referente a objetos, situações e pessoas.

 

  • Transtorno obsessivo-compulsivo

 

O Transtorno obsessivo-compulsivo ou TOC é um distúrbio psiquiátrico que implica o medo de perder o controle ou ser responsável por algo terrível para si ou para os outros, como a culpa. Esse problema mental também é caracterizado por movimentos repetitivos e comportamentos compulsivos.

 

  • Transtorno de estresse pós-traumático

 

O Transtorno de estresse pós-traumático ou TEPT é causado por um trauma, por um evento terrível que realmente aconteceu na história do indivíduo, e que sempre traz confusão, medo e os mesmos sentimentos que ele teve durante o ocorrido, ao recordar.

COMO TRATAR A ANSIEDADE?

          Existem algumas abordagens para o tratamento da ansiedade, como psicoterapia, e a combinação do tratamento psicológico com medicamentos específicos, como os ansiolíticos.

 

          Para detalhar melhor as oportunidades de tratamento, vamos esclarecer alguns pontos sobre terapia e medicamentos.

 

Psicoterapia

 

  • Psicanálise freudiana: baseada nos pensamentos de Freud, esse tipo de terapia é baseada no autoconhecimento, focando no inconsciente e trazendo os problemas e incômodos para o consciente. É bastante utilizada para casos de ansiedade, pois ela se aprofunda na raiz dos pensamentos que desencadeiam esse transtorno.

 

  • Psicanálise lacaniana: tem foco na linguagem e é a partir dela que se chega ao que exatamente somos, ao nosso ser. 

 

  • Psicanálise junguiana: Busca o autoconhecimento e o reconhecimento daquilo que temos como essência, através do tratamento por símbolos, utilizando os sonhos e imagens oníricas. 

 

  • Gestalt: trabalha a pessoa e as suas relações dentro do ambiente em que ela está inserida, levando ela para o olhar de observador da sua própria existência para enfim conseguir enxergar o todo. É também considerada uma terapia holística, ou seja, como falamos, ela prioriza o que é integral para avaliar componentes isoladamente. 

 

  •  Terapia cognitivo-comportamental (TCC): trabalha com foco na resolução de situações específicas, como traumas e fobias, para tratar os sintomas.

MEDICAMENTOS

  • Ansiolíticos: ajudam a amenizar os sintomas, mas não determina o fim da causa do problema. Os ansiolíticos agem de diversas formas e isso depende de qual atuação no  sistema de neurotransmissão que eles possuem. Muitos desses medicamentos aliviam também sintomas físicos em fases mais agudas da doença e reduzem os níveis de hiperatividade cerebral.

  • Antidepressivos: não causam tanta dependência do paciente e possuem uma forma de tratar mais amena, sem grandes riscos. Os mais indicados são os antidepressivos que atuam na serotonina, um neurotransmissor vasoconstritor e regulador da atividade dos músculos lisos.

  • Antipsicóticos: podem ser grandes aliados paliativos no tratamento de momentos mais críticos, e assim como os ansiolíticos, não tratam a causa do problema, apenas aliviam sintomas emocionais e físicos.

          Não se preocupe caso esses nomes pareçam complexos à primeira vista. A melhor indicação será mesmo de um especialista no assunto. Converse com um médico ou psicólogo e descubra qual o melhor caminho a seguir. 

Atenção:  Não tomar remédios sem orientação médica. 

REFERÊNCIAS

Varella Bruna, Maria Helena. Ansiedade (transtorno de ansiedade generalizada).  Drauzio Varella. Disponível em: <https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/ansiedade-transtorno-de-ansiedade-generalizada> Acesso em: 09/08/2020

Pimenta, Tatiana. Ansiedade: conheça 13 sintomas que merecem sua atenção. Tecnoblog,  Artigo atualizado em 02/12/2019.
Disponível em: < https://tecnoblog.net/247956/referencia-site-abnt-artigos> Acesso em: 09/08/2020

 

ZENKCLUB. Ansiedade: o que é, sintomas, remédios e como controlar. ZENKCLUB, 01 DE MARÇO DE 2018.
Disponível em: <https://zenklub.com.br/blog/saude-bem-estar/ansiedade> Acesso em: 09/08/2020

Canal do YouTube:  NeurologiaePsiquiatria TV. como é uma crise de Ansiedade ? O que a pessoa sente ? Entenda com a Psiquiatra Dra Maria Fernanda. NeurologiaePsiquiatria TV, 20 de novembro de 2019. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=389W6t1cwA4> Acesso em: 09/08/2020